grupo no fb: Vamos mergulhar na música! (//coroestrelas-do-mar.blogs.sapo.pt)

.posts recentes

. Vida de eremita...

. Festival "Vamos mergulhar...

. A "Vamos mergulhar na mús...

. 8 de Outubro-Hastear a ba...

. Quase a terminar...

. Foto de Maria Lopes final...

. Up Magazine- Revista a bo...

. Arte...de viajar!

. Que férias....desportivas...

. A bordo da Vera Cruz- Bol...

.arquivos

. Maio 2012

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

.Visitantes

Quarta-feira, 28 de Julho de 2010

"Cientistas Estudaram Biodiversidade Marinha das Selvagens

"Cientistas Estudaram Biodiversidade Marinha das Selvagens

Mais de 70 cientistas integraram a expedição às Ilhas Selvagens organizada pela Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC). Os investigadores tiveram uma oportunidade única de inventariar a fauna e a flora marinhas deste território madeirense, tendo mesmo descoberto algumas espécies ainda por identificar. Estes trabalhos inseriram-se no âmbito do programa M@rbis (Sistema de Informação para a Biodiversidade Marinha), gerido pela EMEPC e pelo Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade.


img_2076.jpg

Esta campanha, que decorreu entre os dias 10 a 30 de Junho, foi a primeira de quatro a efectuar pela EMEPC, no que constitui a maior expedição científica alguma vez realizada em Portugal.

A missão às Ilhas Selvagens contou com três navios, o ‘Almirante Gago Coutinho’, o ‘Creoula’ e o ‘Vera Cruz’, que albergaram uma equipa de 220 pessoas, incluindo investigadores, docentes e diversos especialistas: biólogos, geólogos, geofísicos, engenheiros, físicos, oceanógrafos e químicos.

Entre a tripulação constavam ainda duas professoras de Biologia e Geologia do ensino secundário e outras duas destacadas em centros Ciência Viva, no que marcou o arranque do programa Professores a Bordo, lançado pela EMEPC. Também os vencedores do concurso nacional Kit do Mar, alunos e professores do 8.º ano da Escola E. B. 2, 3 do Bairro Padre Cruz e do 12.º ano da Escola Secundária de Loulé, integraram a comitiva.

Esta expedição ficou marcada pelo resgate do ROV Luso. Este equipamento de prospecção do fundo do mar, que recolhe amostras e imagens, afundou-se ao largo das Selvagens no dia 23 de Junho, depois do cabo que o ligava ao navio se ter partido. Com capacidade de descer até aos 6 000 metros de profundidade, o ROV Luso é um veículo de controlo remoto com características únicas em Portugal.

A avaliar pelo número reduzido de robôs deste tipo que foram recuperados após se afundarem, as perspectivas de salvamento não eram as melhores. Mas a palavra ‘fracasso’ não poderia constar do diário de bordo desta missão, pelo que todos os esforços foram feitos para o prevenir: da Noruega chegaria outro ROV que, num tempo recorde de três dias, conseguiu resgatar o Luso das profundezas do oceano. Eram 11h21 do dia 6 de Julho, 13 dias depois do acidente.

Recuperado e ‘pronto para outra’, o ROV Luso está já a ser protagonista de uma nova aventura: a exploração da cratera ‘ovo estrelado’, nos Açores.


Números da Missão
:

220 tripulantes
70 cientistas
100 mergulhos efectuados
4040 amostras recolhidas
168 litros de água recolhidos
900 espécies identificadas
700 espécies por triar
50 horas de operação do ROV Luso
3 dias para recuperar o ROV Luso do fundo do mar "

 

Fonte: EMAM

publicado por APCUNHA às 11:54
link do post | favorito

.Campanha de angariação de fundos e divulgação dos oceanos

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO